Gramado in Concert oferece programação física e digital a partir deste sábado

Gramado in Concert oferece programação física e digital a partir deste sábado

Pensado inicialmente para oferecer um atrativo no verão, época em que Gramado recebe menos turistas, o projeto Gramado in Concert precisou ser atrasado neste ano por conta da pandemia. Marcada para ocorrer deste sábado até o dia 10 de julho, a programação neste ano acabou assumindo um papel também muito importante na retomada dos eventos culturais na região. Conforme Allan John Lino, músico e diretor artístico do festival, um dos maiores mérito da iniciativa é agregar valor à experiência de quem visita a cidade.

– As pessoas acabam vindo não só para fazer um passeio paisagístico ou gastronômico, mas também para fazer esse consumo da qualidade musical, falo qualidade tanto no aspecto clássico, erudito, quanto no aspecto popular. O festival acaba conseguindo fazer uma projeção econômica para que as pessoas que venham a Gramado possam se sentir bem, estarem felizes e automaticamente vão se hospedar, ir aos parques, utilizar de nossa gastronomia. Além disso, o Gramado in Concert também movimenta toda uma cadeia criativa – aponta Lino.

Pela primeira vez, a programação será realizada no formato híbrido. Os espetáculos irão ocorrer tanto na forma presencial, ocupando o palco do Centro de Eventos do ExpoGramado; quanto no meio digital, com transmissões ao vivo pelo canal de YouTube do evento. As apresentações ocorrem diariamente, às 19h30min (veja programação abaixo). De acordo com o atual decreto, os espetáculos poderão receber público de até 100 pessoas.

Outra novidade desta sétima edição é o foco na função social do Gramado in Concert. Além das já tradicionais oficinas, que neste ano movimentarão cerca de 140 alunos no intuito da formação musical, os espetáculos previstos também vão arrecadar cestas básicas para a instituição Damas de Caridade de Gramado. É que as apresentações físicas terão ingressos trocados por um quilo de alimentos não-perecíveis. É uma maneira de fazer com que a comunidade se aproxime do festival de uma forma diferente. 

Tanto a abertura (já com ingressos esgotados) quanto o encerramento do Gramado in Concert contarão com a apresentação da Orquestra Sinfônica de Gramado junto aos professores convidados dessa edição. Nos demais dias do evento, o comando das apresentações será dividido entre os 14 professores, que são: Emmanuele Baldini (violino), Cláudio Micheletti (violino), Gabriel Marin (viola), André Micheletti (violoncelo), Alexandre Ritter (contrabaixo), Petter Apps (oboé), Lucas Robatto (flauta transversal), Ovanir Buosi (clarinete), Fábio Cury (fagote), Douglas Braga (saxofone), Érico Fonseca (trompete), Carlos Freitas (trombone), Radegundis Tavares (trompa) e Luiz Ricardo Serralheiro – Popo (tuba e eufônio). 

Outra convidada é a pianista caxiense Olinda Allessandrini, que será a grande atração do concerto deste domingo (4), com um repertório de compositores brasileiros e latino-americanos.

Programação

  • Dia 3 de julho: Abertura (ingressos esgotados)
  • Dia 4 de julho – Recital de Piano Caleidoscópio Musical: pianista Olinda Allessandrini escolheu um repertório de compositores brasileiros e latino-americanos, onde as raízes musicais de diferentes povos transparecem através da sua música. Os países escolhidos são México, Argentina e Brasil.
  • Dia 5 de julho – Do Velho Mundo aos Encantos Latinos: a proposta é incluir várias peças solo ou em duo, partindo da tradição europeia e complementando com o rico folclore musical dos países latinos. Ritmos contagiantes com nítida influência africana estarão convivendo com a tradição da música ocidental.
  • Dia 6 de julho – Vida e Poesia, a música de todos os tempos: a singeleza da música barroca, a nostálgica melodia eslava, o encanto da música cigana, os retalhos musicais típicos do início do século XX e a atmosfera romântica de Robert Schumann estarão reunidos neste repertório.
  • Dia 7 de julho – Efemérides – Celebrações Anos 21: seleção de compositores nascidos ou falecidos em finais 21, como Saint-Saens, Piazzolla, Bottesini, Vivaldi e Mozart.
  • Dia 8 de julho – Caminhos da Música – Entre Cordas e Sopros: são priorizados os sopros, seja em madeiras ou metais. Partindo da suavidade da flauta, o programa vai sendo enriquecido por diferentes timbres, e encerra com o empolgante quinteto de metais.
  • Dia 9 de julho – Música séria ou divertida? Um convite à emoção: programa que abre com Beethoven e Villa-Lobos, em obras musicais de períodos contrastantes, carregadas de história e de emoção. Em seguida, propostas musicais divertidas, em que o bom humor aquece o palco.
  • Dia 10 de julho – Encerramento

Fonte: GZH

Veja também

Palmeiras participará da Copa Gramado Laghetto 2021

Palmeiras participará da Copa Gramado Laghetto 2021

Villa Itália foi o cenário de apresentação da 30ª Festa da Colônia de Gramado

Villa Itália foi o cenário de apresentação da 30ª Festa da Colônia de Gramado

Com narrativa de Cid Moreira, Natalis – A Criação estreia dia 31 de outubro no 36º Natal Luz

Com narrativa de Cid Moreira, Natalis – A Criação estreia dia 31 de outubro no 36º Natal Luz

17º Exposição Nacional de Cattleya intermedia de Gramado acontece de 15 a 19 de setembro

17º Exposição Nacional de Cattleya intermedia de Gramado acontece de 15 a 19 de setembro

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *